top of page

Metaverso e o Mercado de Trabalho.


O conceito do Metaverso não é novo, foi criado na década de 1980, com o livro “Snow Crash”, porém, se tornou popular após a mudança do nome da empresa do Facebook para Meta, no último ano.

Essa tendência indica ser a inauguração de um novo padrão de interação e experiência de imersão digital para as pessoas e empresas, proporcionando ao usuário uma sensação de imersão em outro espaço. A proposta envolve um nível mais profundo de interação e diálogo entre pessoas, por meio de avatares, ou seja, essa tecnologia replicará e complementará o que fazemos no mundo real, só que de forma 100% digital.

Especialistas comentam que essa tecnologia visa recriar o ambiente presencial no digital e proporcionar uma experiência de maior proximidade relacional, na qual o trabalho virtual será menos solitário e com relacionamentos mais espontâneos e naturais.


Mas afinal o que é o Metaverso?

O metaverso é um universo virtual onde as pessoas interagem entre si por meio de avatares digitais. Esse mundo está sendo criado a partir de diversas tecnologias, como realidade virtual, realidade aumentada, redes sociais, criptomoedas e outros.

A ideia é que o metaverso seja uma espécie de Internet 3D, onde comunicação, diversão e negócios existirão de forma imersiva e interoperável.

Mark Zuckerberg (fundador do Facebook) defende que o metaverso vai muito além do entretenimento. "Eu acho que o entretenimento vai ser grande parte disso, mas não acho que seja apenas jogos. Eu acho que este é um ambiente persistente e síncrono onde podemos estar juntos, o que eu acho que provavelmente vai se assemelhar a algum tipo de híbrido entre as plataformas sociais que vemos hoje, mas um ambiente onde você está incorporado nele", disse o CEO da Meta em entrevista ao site The Verge.



Como posso acessar o Metaverso?

O usuário pode entrar e sair do Metaverso sempre que tiver vontade, e a participação nesse espaço se dá com o uso de acessórios especiais, como:

● Óculos de realidade virtual/aumentada: também conhecido como head-mounted display (ou apenas HMD), está equipado com câmera, microfone e alto falante;

● Avatares online: são bonecos online que representam um indivíduo; eles podem ter sua aparência personalizada através da aquisição de roupas e acessórios;

● Terras digitais: podem ser espaços inventados, adquiridos em sites especializados, ou que simulem um ambiente real.



Marcas que já desenvolveram ações no Metaverso?

Segundo a Forbes-tech, veja algumas das marcas que já desenvolveram ações dentro do metaverso como: Nike, Ralph Lauren, Itaú, Vans, Gucci, Balenciaga, Burberry, Stella Artois, Lojas Renner.

Segundo a Forbes duas gigantes asiáticas, Samsung e Hyundai, já utilizam a realidade aumentada em seus processos de recrutamento. Recentemente, elas realizaram feiras de emprego em um espaço no metaverso avaliado em U$700 milhões e conhecido como Gather Town. Treinamentos corporativos e entrevistas de emprego serão cada vez mais comuns nesse ambiente.

No Brasil, a empresa Companhia de Estágios foi a primeira consultoria de Recrutamento e Seleção a marcar presença no universo virtual! Após uma série de testes, os 30 candidatos selecionados tiveram a oportunidade de viver uma experiência única e ultrarrealista em um processo de seleção no metaverso.



Quais os Desafios para o mercado de Trabalho?

Os principais desafios enfrentados pelo metaverso no mercado de trabalho se referem ao alto custo de implementação de tecnologias, bem como sua adaptação. Para tal, a empresa deve fazer um planejamento a longo prazo e treinar os colaboradores para a nova realidade digital.

Além disso, existem outros desafios comunicacionais que precisam ser superados inicialmente, como velocidade da internet e instalação de equipamentos. Além disso, a empresa deve modificar sua cultura organizacional o quanto antes.

Da mesma forma, a falta de acesso à internet ou dispositivos eletrônicos pode ser um fator que reduz a procura por empresas no metaverso. Infelizmente, o Brasil possui 40 milhões de brasileiros que não acessam a internet, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílios Contínua 2019, do IBGE, e isso pode dificultar o acesso.


Metaverso e o RH ?

Esse modelo traz muitas mudanças ao RH estratégico. Contudo, a maior delas está relacionada ao processo de recrutamento online.

O metaverso no RH é capaz de modificar a experiência do candidato que está vivendo um processo de recrutamento e seleção. Isso porque, as novas gerações possuem uma maior identificação com a empresa e com inovações.

Por isso, ao promover uma abordagem diferenciada, a empresa é vista de outra forma, tanto pelos funcionários, quanto pelos clientes. Além disso, ela irá atrair candidatos mais bem preparados e alinhados aos objetivos do local.

Sendo assim, o metaverso no RH pode proporcionar uma melhoria na construção da estratégia de employer branding. E isso transforma a relação entre o público, marca e profissionais.

A criação de ambientes de trabalho virtuais nos quais equipes inteiras podem fazer reuniões, treinamentos, desenvolver projetos e realizar onboarding de novos funcionários, como se todos estivessem juntos em uma mesma sala, de certa forma, já é realidade. Mas, dentro do contexto do metaverso, a prática vem sendo aprimorada para melhorar a experiência imersiva, através do Horizon Workrooms – Beta (espaço na VR para as equipes se conectarem colaborarem e desenvolverem ideias), uma de suas empreitadas em direção ao metaverso em empresa.


Metaverso e a Empresa?

O metaverso empresarial vai exigir uma mudança organizacional e cultural nas empresas. Novos modelos de trabalho com mais colaboração e menos hierarquia ganham força.

A imersão ao metaverso irá demandar uma série de dinâmicas sociais e condutas novas.

Dentro desse novo pacote de boas práticas, devem ser inseridos padrões de socialização, normas de etiqueta e definições sobre o avatar. A empresa ficará responsável por regulamentar e fiscalizar os ambientes para mitigar casos de assédio, invasão de privacidade e saúde do trabalho.

É importante dizer que no Brasil ainda não há uma regulamentação específica para o trabalho no metaverso. Sendo assim, é dever das organizações se munirem de informações acerca desse assunto, sobretudo quando se trata de metaverso no RH.





Metaverso vai englobar todos os aspectos da vida, de entretenimento a trabalho — Foto:

Divulgação/Facebook.




Microsoft Teams terá reuniões virtuais em ambientes 3D; fabricante do Windows está de olho no metaverso — Foto: Divulgação/Microsoft



Fonte: Forbes A mudança já começou, com empresas fazendo feiras de recrutamento virtuais no metaverso.




Colaboração:

Luciane Kureck Kich

Diretora de Inovação e Criatividade - ABRH Blumenau

Linkedin: lucianekureckkich







Fontes:











98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page