Liderança: Ação e Evolução!

Liderar é proceder como ou ter a função de líder. Já na etimologia, líder, é uma palavra de origem celta, cujo significado é: o que vai na frente.


Donald McGannon, muito bem refinou essa definição considerando a liderança como uma ação e não uma posição. Atribuindo um conceito de que liderar vai além da posição de ir na frente, da posição na hierarquia organizacional, mas, que liderar é realmente exercer a posição que detém, é poder fazê-la, através do exemplo, iniciativas e a capacidade de influenciar.


Por outro lado, aprender o que Donald recomenda e apenas agir nos dias atuais, não é mais o suficiente. Isso porque, assim como na vida, na natureza e nas organizações, o papel e os atributos de um líder estão em constante processo de transformação. E isso é necessário para garantir a sobrevivência e evolução diante dos cenários que se apresentam.

Com o advento da velocidade da mudança nos cenários dos negócios e a alta visibilidade causada pela hiperconexão, percebe-se que cada vez mais o contexto tem se transformado rapidamente, e exigido de empresas e líderes um alto grau de adaptação e reinvenção. Há a necessidade de um novo mindset constante, de atualização do jeito de pensar, gerir e fazer.



E é partir desse contexto, e nesse ambiente, que se torna fundamental que os líderes promovam espaço e iniciativas necessárias para que a transformação possa acontecer e a cultura possa evoluir.

Mudar o mindset, atualizar o “software” humano, não é simples. Comportamentos são adquiridos e impresso em nosso inconsciente ao longo de anos e dar novos significados e criar novas crenças, são fundamentais para desenvolver habilidades que se quer foram exigidas antes.


Sobre essa ótica, as atitudes de um líder, passam a ir além do tradicional gostar de pessoas, encorajá-las, ser positivo, comprometido, entregar resultados e ser exemplo, esses são conceitos e habilidades que precisam estar incorporados, e se realmente desejamos promover a reinvenção das organizações, e leva-las a um novo nível de consciência e resultados ainda maior, como muito bem definiu Frederic Laloux, precisamos revelar novos potenciais, inclusive na atuação como líder.


Para tanto, no que diz respeito a isso Frederic, recomenda:


1. Crie práticas que saia do tradicional comando e controle e crie estruturas mais autogeridas, agindo como organismos vivos.

2. Apoie as pessoas a desaprender e reaprender nesse processo de evolução.

3. Responda com adaptações para garantir o propósito de sua organização com agilidade

4. Crie um ambiente de confiança


E, é preciso fazer isso e continuar cuidando da equipe, dos processos, do propósito, da cultura da organização e entrega resultados. Não é um antigo jeito de fazer contra um novo jeito, é um jeito de fazer em constante evolução a fim de extrair o máximo do potencial de um time.



Um enorme desafio, cheio de propósito para aqueles que escolhem fazê-lo com significado, pois tem o poder de evoluir a si, as pessoas a sua volta, empresas e comunidades. E poder impactar positivamente a sociedade através de sua contribuição como líder é algo realmente singular.


Lembre-se:


“Os seres humanos não são problemas esperando ser resolvidos,mas um potencial aguardando ser revelado. ”(Frederic Laloux)

Líderes também são humanos!

Liberar todo seu potencial inicia por você.

Boa jornada líder!





Bárbara Morais - Especialista em Gestão de Pessoas e Liderança

10 visualizações

Fale conosco

Endereço. Rua XV de Novembro, 759 - Sala 708 - Ed. Hering

Centro - Blumenau - SC - CEP 89010-902

Telefones:

(47) 3322-4481

(47)  99764-2200

© 2020 por ABRHBLUMENAU. Orgulhosamente criado com Wix.com

Garcia-01-1.jpg

Apoiadora de gestão:

Patrocinadora Mantenedora:

DLB.jpeg
Redu.png
  • YouTube
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social